Supervisor habitacional do Campo Limpo é morto antes de reunião política

Orlando Accácio, da subprefeitura, ao chegar ao comitê, foi abordado por um motoqueiro

Ricardo Valota, O Estado de S.Paulo,

17 de agosto de 2012 | 05h23

SÃO PAULO - O fisioterapeuta e supervisor de Habitação da Subprefeitura do Campo Limpo, Orlando Accácio Ferreira, de 54 anos, foi morto com três tiros, por volta das 19h de quinta-feira, 16, no momento em que estacionava o carro em frente ao comitê eleitoral do vereador Antonio Carlos Rodrigues, do PR (Partido da República), ex-presidente da Câmara e candidato a novo mandato, na altura do nº 3.065 da Estrada de Itapecerica, no Campo Limpo, zona sul da capital paulista.

Testemunhas disseram à polícia que os tiros, dois nas costas e um na barriga, foram disparados por um motoqueiro que, de capacete e portando um revólver calibre 38, surgiu e surpreendeu Ferreira.

Mesmo encaminhada ao pronto-socorro do Campo Limpo, a vítima, que participaria da reunião política, não resistiu aos ferimentos e morreu. O assassino continua foragido. O caso foi registrado no 37º Distrito Policial, do Campo Limpo, pelo delegado Cláudio Roberto Fácio Boccino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.