Supervisor habitacional do Campo Limpo é morto antes de reunião política

Orlando Accácio, da subprefeitura, ao chegar ao comitê, foi abordado por um motoqueiro

Ricardo Valota, O Estado de S.Paulo,

17 Agosto 2012 | 05h23

SÃO PAULO - O fisioterapeuta e supervisor de Habitação da Subprefeitura do Campo Limpo, Orlando Accácio Ferreira, de 54 anos, foi morto com três tiros, por volta das 19h de quinta-feira, 16, no momento em que estacionava o carro em frente ao comitê eleitoral do vereador Antonio Carlos Rodrigues, do PR (Partido da República), ex-presidente da Câmara e candidato a novo mandato, na altura do nº 3.065 da Estrada de Itapecerica, no Campo Limpo, zona sul da capital paulista.

Testemunhas disseram à polícia que os tiros, dois nas costas e um na barriga, foram disparados por um motoqueiro que, de capacete e portando um revólver calibre 38, surgiu e surpreendeu Ferreira.

Mesmo encaminhada ao pronto-socorro do Campo Limpo, a vítima, que participaria da reunião política, não resistiu aos ferimentos e morreu. O assassino continua foragido. O caso foi registrado no 37º Distrito Policial, do Campo Limpo, pelo delegado Cláudio Roberto Fácio Boccino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.