Superintendente da Polícia Técnico-Científica deixa o cargo após 40 dias

A convite do secretário Fernando Grella Vieira, Paulo Argarate Vasquez se torna assessor da SSP para auxiliar 'projetos de integração entre as polícias'

11 de abril de 2013 | 11h03

O superintendente da Polícia Técnico-Científica (SPTC), o médico legista Paulo Argarate Vasquez, deixa o cargo após 40 dias. Ele agora assume a função de assessor da Secretaria da Segurança Pública (SSP). A mudança, segundo a SSP, foi feita a pedido do secretário Fernando Grella Vieira, que quer o apoio de Vasquez em “projetos de integração entre as polícias”.

 

Vasquez havia assumido a chefia da Polícia Técnico-Científica no dia 1º de março, em substituição a Celso Perioli, que deixou a função após 15 anos no cargo.

 

Quem passa a ocupar o comando da SPTC é a perita criminal Norma Sueli Bonnacorso, que até esta quarta-feira, dia 10, era diretora do Instituto de Criminalística.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.