Suíços querem que construção de casas pare por 20 anos

Para tentar proteger as belas paisagens naturais das suas montanhas, a Suíça está estudando uma proposta de congelar totalmente as novas construções em seu território por um prazo de 20 anos. A proposta é de iniciativa popular e vem a reboque de uma nova lei aprovada pelo Parlamento do país que colocou limite para a construção de casas de veraneio.

RODRIGO BURGARELLI, O Estado de S.Paulo

08 Abril 2012 | 03h01

A discussão está acirrando os ânimos políticos no país. Ambientalistas a favor da proposta se uniram em torno de um comitê "pró-paisagem" e fizeram vários estudos sobre o caso. Entre os dados levantados estão o crescimento populacional da Suíça - que já está batendo a marca de 8 milhões de habitantes - e o fato de 67 mil casas serem construídas anualmente.

"Faz 40 anos que perdemos um m² de paisagem a cada segundo", afirmou o ambientalista Philippe Roch ao portal swissinfo.ch. A solução, para esse grupo, é adensar a ocupação nas cidades já estabelecidas e proteger o interior e as zonas rurais. A proposta, por ser muito radical, não tem previsão para ser apreciada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.