Subtenente da FAB é preso após matar mecânico no Guarujá

Vítima foi socorrida, mas não resistiu; subtenente foi até o local de trabalho da vítima para matá-la

Rejane Lima, de O Estado de S. Paulo,

10 de outubro de 2008 | 13h23

O subtenente da Aeronáutica José Helder Salinas Santos, de 47 anos, foi preso na quinta-feira, 9, em flagrante após disparar contra o mecânico de bicicletas Alexandre Barbosa de Lima, de 20 anos, no Guarujá, na Baixada Santista. A vítima foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com o boletim de ocorrência registrado na Delegacia Sede do Guarujá, o crime aconteceu às 16h30 na bicicletaria onde a vítima trabalhava, na Vila Áurea no distrito de Vicente de Carvalho.  Testemunhas relataram à polícia que Santos chegou à bicicletaria e disparou contra o mecânico sem dizer nada. Em seguida foi para sua casa, próxima dali.  Ao ser comunicada, a polícia militar realizou o cerco à residência do subtenente, que segundo o BO, insultou os policiais gritando "policial de merda, você só entra com mandado". Após isolar o local, a PM comunicou a Força Aérea. O tenente coronel da Base Aérea de Santos, Jorge Tibicherani, se dirigiu ao local, entrou na residência do indiciado e após algum tempo de conversa, conseguiu conduzi-lo à delegacia no carro da Aeronáutica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.