Subprefeituras começam a mapear árvores de SP

Programa Identidade Verde visa manter árvores em bom estado, sem apresentar risco à população

Marília Lopes, estadão.com.br

17 de agosto de 2010 | 15h28

SÃO PAULO - A Secretaria de Coordenação das Subprefeituras de São Paulo inicia nesta semana o mapeamento das condições das árvores da cidade, proposto pelo programa Identidade Verde. A princípio, serão 17 subprefeituras atuando no projeto, mas, até o final do ano, todas as 31 subprefeituras participarão do programa.

 

O Identidade Verde é dividido em duas fases. Na primeira, a de implantação, os engenheiros e agrônomos da Secretaria treinam funcionários das Subprefeituras a partir de uma "rua-piloto". Na segunda fase, com o projeto já implantado, os funcionários treinados dão continuidade aos trabalhos, mapeando toda a área da subprefeitura.

 

A ideia é fazer um diagnóstico das árvores da cidade, a partir do qual serão feitas as intervenções necessárias para mantê-las em bom estado e sem apresentar risco à população. "Estamos capacitando engenheiros agrônomos para trabalhar em cada subprefeitura, o que possibilitará um diagnóstico das árvores da cidade, além de uma identificação mais qualificada de nossas espécies arbóreas", conta o secretário de Coordenação das Subprefeituras, Ronaldo Camargo.

 

Na Subprefeitura Lapa, onde aconteceu o projeto-piloto, o Identidade Verde já atingiu mais de 40 vias, totalizando 3.532 árvores. Foi detectado que um dos principais fatores de quedas de árvores é a limitação de espaço nos canteiros para o desenvolvimento de raízes sadias. Em cinco meses foram executadas 356 podas, 103 remoções e 20 plantios, além de 230 ampliações de canteiros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.