Wellington Morilha/Divulgação
Wellington Morilha/Divulgação

Subprefeitura libera prédios interditados na Barra Funda (SP)

Os dois edifícios do condomínio com 360 salas comerciais sofreram tremores causados por uma obra do outro lado da rua

Felipe Tau,

08 Outubro 2012 | 18h36

SÃO PAULO - A subprefeitura da Lapa liberou na sexta-feira,5, o funcionamento de duas torres de prédios interditados por cinco dias por risco de desabamento, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo. Os edifícios do Condomínio Lex Offices, com 16 andares e 360 salas comerciais, sofreram tremores causados por uma obra do outro lado da rua.

Em nota, a regional da Lapa informou que a desinterdição ocorreu após serem apresentados laudos que atestam a estabilidade do edifício. A liberação é condicionada à apresentação de medições topográficas e de vibração a cada 20 dias, diz o comunicado, por um período de 60 dias. Além disso, o local continuará sendo monitoramento pela Defesa Civil.

Uma das hipóteses da Defesa Civil para os tremores é a escavação e retirada de terra durante as obras do conjunto Marquês Bussinnes Center, que começaram há cerca de dois meses. Os edifícios apresentam trincas e rachaduras nos cinco subsolos (usados para estacionamento) e em vigas.

A construtora Brookfield, responsável pelo empreendimento, foi multada em R$ 10 mil pela Prefeitura de São Paulo por ter continuado, mesmo sob embargo, a obra no prédio comercial. A construção permanecerá paralisada até que a análise da documentação apresentada pela construtora seja concluída, informou a Secretaria de Coordenação das Subprefeituras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.