Street View permite ver interior de atrações

Ferramenta do Google incorporou imagens em 360° de 35 pontos turísticos do País

FELIPE FRAZÃO, O Estado de S.Paulo

12 Outubro 2012 | 03h03

Já é possível visitar de forma virtual e remota 35 dos principais pontos turísticos e de lazer de São Paulo, do Rio, do Paraná e do Amazonas. O Google Street View, serviço de navegação por mapas na internet, lançou ontem as imagens em 360º do interior de locais como o Parque do Ibirapuera e o Mercadão de São Paulo, a Marquês de Sapucaí e o Jardim Botânico do Rio, o Lago Tumbira, no Rio Amazonas, e o Zoológico de Curitiba.

O Google também liberou o acesso ao passeio virtual dentro de estádios de futebol. Os primeiros foram o do Pacaembu e o do Morumbi, em São Paulo. Outro já mapeado, mas cuja "visitação" online ainda não está disponível, é o da Vila Belmiro, em Santos.

Para a captura das imagens, a equipe usa triciclos com uma câmera acoplada e registro de localização por GPS. Em ruas, é feito com carros, e nos rios, com barcos pequenos. De acordo com o Google, o mapeamento de cada ponto turístico leva de um a três dias, em média. Mas a complexidade do trabalho varia de acordo com o tamanho do lugar. O tour online no Ibirapuera, por exemplo, demorou um ano e cinco meses para ficar pronto, desde que a empresa começou fotografar o parque, no fim de abril de 2011.

O passeio dentro do Mercado Municipal de São Paulo fica limitado ao térreo, entre barracas de frutas, de especiarias e de sanduíches de mortadela e pastéis de bacalhau. Na Estação da Luz, a ferramenta do Google permite ver detalhes da arquitetura do prédio de 1901.

No Rio, a empresa registrou o a Ilha Fiscal, na Baía de Guanabara, e a Marquês de Sapucaí (essa última durante o carnaval). Na Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul, a câmera do Street View percorreu os 7,5 km de extensão da pista de corrida e ciclovia, rente ao espelho d'água.

A empresa também mapeou as aleias do Jardim Botânico. Assim como no Ibirapuera, o serviço permite chegar bem perto de espécies arbóreas exóticas e nativas. Mas, para ler as plaquinhas que identificam cada uma, porém, só indo até lá.

Registro. O Google disse que, ao todo, o projeto Street View registrou imagens em 360° por mais de 350 mil quilômetros em cem cidades ao redor do País. A iniciativa começou em museus da Europa e parques dos Estados Unidos. Também há imagens de estações na Antártida. Um dos destaques mundiais são as águas do Rio Negro, na Floresta Amazônica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.