Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

STJ suspende reintegração de posse de área do Projeto Quixote

Ministro considerou que cumprimento de mandado poderá implicar grande prejuízo social; ONG na Vila Mariana atende 20 mil

O Estado de S.Paulo

03 Outubro 2017 | 23h06

SÃO PAULO - O ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), concedeu liminar nesta terça-feira, 3, suspendendo a ordem de reintegração de posse do terreno que abriga o Projeto Quixote, na Vila Mariana, na zona sul de São Paulo. O ministro entendeu que o cumprimento do mandado de reintegração poderia implicar grande dano social. 

O magistrado reconheceu a “singularidade do conflito”. Segundo a Corte informou em nota, como o cumprimento do mandado poderá implicar grande prejuízo social, por afetar projetos de interesse público de maneira irreversível, ficaram demonstrados os requisitos que justificam a concessão da medida de urgência.

+++ Batalha judicial põe em risco Projeto Quixote

O Estado mostrou nesta terça-feira que a disputa judicial, com decisão favorável do Tribunal de Justiça à reintegração, poderia afetar a ONG que atende 20 mil crianças e jovens. O processo já dura dez anos e mira um terreno de três mil m², onde são feitas as atividades. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.