STJ rejeita recurso para anular julgamento de Pimenta Neves

Defesa do jornalista queria extinguir decisão que o condenou a 15 anos de prisão pela morte de Sandra Gomide

da Redação, estadao.com.br

16 Março 2009 | 18h56

O jornalista Antonio Marcos Pimenta Neves fracassou na tentativa de anular o júri no qual foi condenado pela morte da também jornalista Sandra Gomide. O ministro Arnaldo Esteves Lima, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), rejeitou um recurso no qual era questionada a condenação do jornalista a 15 anos de reclusão e manteve a decisão. Pimenta Neves está solto desde 2001, quando obteve um habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Veja também:

link OAB rejeita inscrição de Pimenta Neves

link Pimenta Neves terá de pagar R$ 83 mil aos Gomide

link Justiça reduz pena do jornalista Pimenta Neves para 15 anos

 

A defesa de Pimenta Neves sustentou que a decisão do STJ que apenas reduziu a pena dele de 18 para 15 anos está em dissonância com diversos casos julgados da Quinta Turma do tribunal. Para isso, alegou que houve cerceamento de defesa devido à não-produção da prova testemunhal requerida e inicialmente deferida pela Justiça em primeira instância.

Mais conteúdo sobre:
Pimenta NevesSandra GomideSTJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.