STJ deve julgar habeas-corpus do casal Nardoni nesta terça

Na semana passada, Supremo negou pedido de liberdade a Alexandre e Anna Carolina Jatobá

Fabiana Marchezi, do estadao.com.br,

09 de setembro de 2008 | 13h44

Um novo pedido de habeas-corpus ao casal Nardoni será julgado nesta terça-feira, 9, no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá são acusados pela morte da menina Isabella Nardoni, de 5 anos, que foi jogada do 6º andar de um prédio na capital paulista em 29 de março deste ano. Na semana passada, o Supremo Tribunal Federal (STF) negou um pedido de habeas-corpus ao casal.   Veja também: Perita falta em audiência, foge e bate em viatura STF nega quarto pedido de liberdade ao casal IC volta ao edifício para fazer novas imagens A cronologia de todo o caso  Tudo o que foi publicado sobre o caso Isabella    A decisão será tomada pelo ministro Napoleão Nunes Maia Filho, da Quinta Turma do STJ. Alexandre e Anna Carolina estão presos em Tremembé, no interior de São Paulo. De acordo com o STJ, a defesa contesta a decisão de primeiro grau que decretou a prisão preventiva, inclusive o acolhimento da denúncia, por excesso de linguagem e critica o laudo pericial e o trabalho de investigação policial.   Para tentar o benefício, os advogados alegam que Alexandre e Anna Carolina são réus primários, têm família constituída e residência fixa própria no distrito da culpa, possuem vínculos profissionais e se apresentaram espontaneamente para prestar depoimento à Polícia, inclusive quando decretada a prisão cautelar (temporária e preventiva), o que demonstra não haver perigo de mantê-los em liberdade.   Ainda segundo o STJ, no último mês de junho, Maia Filho negou, em caráter liminar, o habeas em questão, o que manteve o casal preso. Agora, será apreciado pelos ministros da Quinta Turma o mérito do habeas-corpus. Além do relator, o colegiado é composto pelos ministros Felix Fischer, Laurita Vaz, Arnaldo Esteves Lima e Jorge Mussi.

Tudo o que sabemos sobre:
caso Isabella

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.