STF manda soltar cúpula do bicho no Rio

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, mandou soltar os bicheiros Aílton Guimarães Jorge, o Capitão Guimarães, e Júlio César Guimarães Sobreira. Guimarães havia sido condenado em março a 48 anos de reclusão, no julgamento da Operação Hurricane, e Júlio César a 18 anos. A 6.ª Vara Federal Criminal do Rio ainda decretou a prisão preventiva de ambos e de outros 22 corréus, incluindo Aniz Abrahaão David, o Anísio da Beija-Flor, e Antonio Petrus Kalil, o Turcão.

O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2012 | 03h05

Na medida cautelar, Marco Aurélio se remeteu a duas decisões do STF, de 2007 e de 2010, que haviam considerado ilegais as prisões referentes à Hurricane. Na primeira ocasião, o ministro já havia assinalado que o decreto de prisão não estava devidamente fundamentado, e o histórico sobre práticas criminosas e a gravidade dos crimes não eram suficientes para respaldar a ordem. A determinação de soltura se estende aos demais presos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.