Stevie Wonder e Gilberto Gil cantam para 500 mil no Rio

Cerca de 500 mil pessoas lotaram ontem a Praia de Copacabana, na zona sul do Rio, para assistir aos shows de Gilberto Gil e Stevie Wonder. Às 23h49, eles cantaram juntos I Just Called To Say I Love You, de autoria de Wonder. Ele cantou em inglês e Gil o acompanhou com sua versão em português.

CLARISSA THOMÉ / RIO, O Estado de S.Paulo

26 de dezembro de 2012 | 02h00

O americano iniciou sua apresentação às 22h17, após vaias do público por causa do intervalo de mais de 50 minutos entre a primeira apresentação, de Gil, e a dele. Com os filhos de 11 e 7 anos, Wonder cumprimentou a plateia carioca com um "tudo bem" e logo declarou seu amor pelo Brasil.

Ele abriu o show, cujo palco estava na frente do Copacabana Palace, com a clássica What a Wonderful World, seguida de Master Blaster, Higher Ground e Knocks me Off My Feet. O ponto alto, no entanto, foi quando Wonder tocou Garota de Ipanema na gaita, acompanhado pelo coro da plateia.

Apesar de Gil e Wonder terem feito uma apresentação beneficente no domingo, no Imperator, zona norte do Rio, para uma plateia lotada de vips, mais famosos foram a Copacabana assistiram ao show na areia, como as atrizes Patricia Pilar, Luana Piovani, Cristiana Oliveira e a cantora Mart'nália.

Antes de Wonder, Gil começou seu show pontualmente às 20 horas. Ele cantou sucessos como Palco, Aquele Abraço, No Woman no Cry e Realce.

Memória. Com um samba de roda, Gil fez ainda uma homenagem a dona Canô, mãe de Caetano Veloso e Maria Bethânia, que morreu ontem aos 105 anos.

"Viveu uma vida longuíssima. Tantos filhos queridos, tanto amor. Tanta devoção à Nossa Senhora, a Santo Amaro. Mãe Canô viverá sempre em nossos corações", disse Gil, que emendou Marinheiro Só.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.