SP teve o 2º verão mais chuvoso dos últimos 15 anos, segundo CGE

Com 790,5 mm, volume de chuvas na capital paulista ficou 25% acima da média para o período; número só perde para 2009/2010 

O Estado de S. Paulo

21 de março de 2015 | 14h09

A cidade de São Paulo teve o segundo verão mais chuvoso dos últimos 15 anos, segundo afirma o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). As chuvas durante a última estação, que terminou nesta sexta-feira, 20, ficaram cerca de 25% acima da média esperada para esse período.

Ao todo, o CGE registrou 790,5 milímetros de chuva entre os dias 21 de dezembro e 20 de março - índice inferior apenas ao mesmo período em 2009/2010, quando choveu 849,6 mm. A média para a estação é de 634 mm.

Ainda de acordo com o órgão da Prefeitura, todas as regiões da capital paulista tiveram o valor acumulado acima da média histórica. A zona sul foi onde mais choveu: 867,2 mm, segundo o CGE. Ela é seguida pelo centro (843,1 mm), zona leste (809,1 mm), zona oeste (803,6 mm) e zona norte (707 mm).

De acordo com Thomaz Garcia, meteorologista do CGE, o verão se caracteriza por ser uma estação chuvosa e o índice acima da média não é atípico. "É uma estação quente e úmida e isso favorece a formação de áreas de instabilidade que atuam com até forte intensidade, normalmente no final das tardes, quando a temperatura máxima já foi atingida”, explica.

Para o meteorologista, a previsão é que, em outubro, estação de transição para o período seco, o volume de chuvas diminua. “Suas principais características são temperaturas amenas e diminuição gradual no volume de chuvas, já que no inverno se estabelece o período de estiagem para a Cidade de São Paulo”, afirma.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.