Geovana (@geoohbiode)/Instagram/Reprodução
Geovana (@geoohbiode)/Instagram/Reprodução

Cidade de São Paulo terá tempo frio e instável até quarta-feira

Temperatura na capital paulista fica entre 17ºC e 23ºC, segundo a previsão do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE)

O Estado de S.Paulo

14 Novembro 2016 | 08h27

SÃO PAULO - Chuvas fracas e temperatura baixa. O tempo durante o feriado da Proclamação da República, nesta terça-feira, 15, deverá repetir o que o paulistano viu na cidade logo cedo nesta segunda. A região metropolitana concentrou uma precipitação fraca, que se estendeu ao Vale do Paraíba, e também em cidades do litoral norte no sul do Estado de Minas. A realidade deverá começar a mudar na quarta.

Radares do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura de São Paulo, apontaram média de 17ºC na cidade na manhã desta segunda. A previsão era de que a chuva fraca continuasse ao longo do dia, de forma intermitente. A máxima prevista era de 23ºC.

Para os próximos dias, a tendência permanece de tempo instável e chuvoso na capital. A chuva deve diminuir, e as temperaturas voltam a se elevar só na quarta-feira, 16. Nesta terça-feira, 15, segundo a CGE, o sol começa a aparecer entre as nuvens ao amanhecer, com termômetros nos 17ºC e com máxima de 24ºC.  “Os índices de umidade do ar ainda se mantêm elevados, acima dos 65%. Não se descarta a ocorrência de chuvas rápidas e isoladas durante a tarde, porém com baixo potencial para a formação de alagamentos”, detalhou o centro em nota.

Para esta terça, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê tempo parcialmente nublado com pancadas de chuva isoladas especialmente na região central do Estado. No nordeste e no Vale do Paraíba as chuvas devem ser mais intensas, apontou os especialistas.

Na quarta-feira, segundo o CGE, as instabilidades se afastam ainda mais do Estado. “O dia amanhece com sol entre nuvens e termômetros em torno dos 18ºC. Por conta dessa condição, as temperaturas sobem rapidamente e a máxima alcança os 27ºC, enquanto os percentuais de umidade do ar se mantém entre 50% e 90%”, declarou. A possibilidade de chuva é baixa. 

Intensidade. Os meteorologistas preveem um ambiente propício para chuvas com muita intensidade em toda a Região Sudeste ao longo da primavera. Como consequência, os reservatórios devem ser beneficiados, “inclusive na região da nascente do Rio São Francisco, que poderá ter um grande aporte de água minimizando a estiagem que a afeta há pelo menos cinco anos, incluindo o norte do estado de Minas Gerais, área de semiárido que frequentemente sofre com as secas e norte do Espírito Santo”. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.