SP terá parque aquático público para cadeirantes

Local, no Clube Escola Lapa, na zona oeste, será inaugurado na manhã do próximo domingo

Agência Estado, com informações de O Estado de S.Paulo

23 Abril 2009 | 09h40

O primeiro parque aquático público destinado à prática esportiva de cadeirantes e homologado pela Comissão Permanente de Acessibilidade (CPA), órgão ligado à Secretaria Municipal de Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida(SMPED), será inaugurado no próximo domingo, às 10h30, no Clube Escola Lapa, o Pelezão, na zona oeste de São Paulo.

Após dois meses de obras e R$ 130 mil investidos, o local recebeu vagas de estacionamento, vestiários, rampas de acesso e corrimãos. "É o único clube público onde o cadeirante pode se locomover do carro até a piscina sem a ajuda de ninguém", afirma Celso Goldenberg, supervisor de Esportes da Subprefeitura da Lapa.

Apesar da reforma, Ana Lúcia Camargo Barros, diretora do Pelezão, diz que o clube ainda não oferecerá atividades aquáticas esportivas "adequadas" ao deficiente físico. "Para isso, precisamos de um corpo técnico qualificado. E nós não temos". Eduardo Auge, secretário da CPA, garante que outras áreas públicas vem sendo estudadas para passar por "adaptações de acessibilidade" semelhantes.

Mais conteúdo sobre:
acessibilidade parque aquático SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.