SP tem sete regiões em atenção por risco de deslizamentos

Em São Mateus, na zona leste, onde três morreram num desmoronamento, situação é de alerta máximo

Solange Spigliatti, Central de Notícias

07 de dezembro de 2009 | 10h17

Levantamento da Defesa Civil municipal mostra que chegou nesta asegunda-feira, 7, a sete o número de regiões da capital paulista em estado de atenção para risco de deslizamentos. Uma outra região está em estado de alerta máximo devido às chuvas.

 

Veja também:

link Três pessoas morreram por causa de temporais no Rio

 

A maioria das áreas em atenção fica na zona leste, como os bairros de Cidade Tiradentes, Guaianazes, Itaquera e Vila Prudente. Na zona oeste, o bairro em atenção é o Butantã e, na zona sul, Campo Limpo e M''Boi Mirim. Balanço da Defesa Civil de São Paulo aponta que, desde terça-feira, 15 pessoas morreram e pelo menos 13 ficaram feridas devido às chuvas em todo o Estado.

Também na zona leste, a região do bairro de São Mateus, onde 222 imóveis foram interditados devido aos riscos de novos acidentes, com a morte de três pessoas em um desmoronamento de terra no Parque São Rafael, a situação é de alerta máximo. As famílias foram cadastradas e estão sendo retiradas do local e levadas para albergues ou para as residências de amigos e parentes.

Segundo a Defesa Civil do município, o estado de atenção se deve aos chuviscos que ainda persistem hoje, mas a tendência é a retirada dessas regiões dessa situação, devido à diminuição das chuvas e à elevação das temperaturas nos próximos dias. Ainda de acordo com o órgão, as equipes patrulham os locais para ver se há risco de novos deslizamentos, contando também com a ajuda dos moradores, que podem acionar a Defesa Civil quando verificarem rachaduras em algum imóvel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.