SP tem quatro pontos de alagamento; menino some em córrego

Chuvas provocam problemas desde o início da madrugada; buscas por criança de 7 anos são retomadas

Paulo R. Zulino,

07 de dezembro de 2007 | 08h42

O Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura de São Paulo (CGE) registrou oito pontos de alagamento em toda a cidade desde o início da madrugada até a manhã desta sexta-feira, 7.  As fortes chuvas provocaram ainda o desaparecimento de um menino de 7 anos, que caiu em um córrego na zona sul.   Todos são transitáveis, o motorista ainda encontrava, por volta das 8h30 da manhã, problemas com alagamentos na avenida Interlagos, na altura da Rua Engenheiro Dagoberto Sales, em ambos os sentidos; na avenida João Dias, nas proximidades da Praça Alceu Amoroso Lima, na pista bairro-centro; no viaduto Austregésilo de Ataíde, na altura da rua Gabriele de Annunzio, sentido bairro-centro, e rua Vergueiro, próximo à rua Joaquim Távora, sentido bairro-centro.   Criança desaparecida   Os bombeiros recomeçaram nesta manhã as buscas ao menino de 7 anos que desapareceu na noite de quinta-feira, após cair no córrego Guarujá, no bairro Jardim Neide, na zona sul de São Paulo. Equipes de resgate interromperam os trabalhos por volta da meia noite.   Segundo o Centro de Operações dos Bombeiros (Cobom), os bombeiros devem repassar as buscas pelo local onde o garoto sumiu e em seguida desceriam pelo leito do córrego.   Carlos Eduardo estava acompanhado do irmão Felipe Augusto Ferraz Oliveira, de 11 anos. Eles estavam em uma escadaria próximo da casa onde moram, na rua Maria Batista, uma travessa da Estrada do MBoi Mirim, esperando pela mãe, que tinha ido até a casa de uma tia  buscar comida. Segundo Felipe, seu irmão viu uma bola passando pelo córrego e foi atrás para pegar. O garoto parou na beirada da escada e, ao tentar voltar, escorregou e caiu no córrego.   O nível da água tinha subido por causa da forte chuva que atingiu a capital durante a noite. Felipe afirmou que ainda conseguiu pegar em uma das mãos de Carlos Eduardo, mas, por causa da força da água, o irmão escapou. Agarrando-se na vegetação ao lado do córrego, Felipe foi salvo por dois moradores que passaram no local.   (com Solange Spigliatti e Ricardo Valota)

Tudo o que sabemos sobre:
alagamentoSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.