SP tem 2 cidades em calamidade pública e 18 em emergência

Em mais de um mês, chuvas deixaram 43 mortos e 27 feridos; entre mais afetadas, S. Luiz do Paraitinga e Cunha

Fabiana Marchezi, da Central de Notícias,

07 Janeiro 2010 | 16h08

As fortes chuvas que assolam parte do Estado de São Paulo há mais de um mês já deixaram dois municípios em estado de calamidade pública e 18 em situação de emergência.

 

De acordo com boletim divulgado pela Coordenadoria Estadual da Defesa Civil de São Paulo nesta quinta-feira, 7, as chuvas já deixaram 43 mortos e 27 feridos em todo o Estado. Uma pessoa continua desaparecida.

 

Das 109 cidades atingidas pelos temporais, São Luiz do Paraitinga e Cunha são as mais prejudicadas e decretaram estado de calamidade pública. As cidades em situação de emergência são: Bofete, Caieiras, Caiuá, Chavantes, Franco da Rocha, Getulina, Guararema, Guaratinguetá, Inúbia Paulista, Lourdes, Manduri, Mirassol, Osasco, Oscar Bressane, Pardinho, Santo André, Santo Antônio do Pinhal, Sumaré.

 

Ainda segundo a coordenadoria, em todo o estado 3.184 pessoas estão desabrigadas - pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos - e 15.786 desalojadas - os que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares.

Mais conteúdo sobre:
SP chuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.