SP tem 10 mulheres para cada 9 homens

Na véspera do Dia dos Namorados, 'Estado' mostra onde se concentram as populações masculina e feminina da cidade por faixa etária

Rodrigo Burgarelli e Vitor Hugo Brandalise, O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2011 | 00h00

São Paulo é uma cidade feminina. Segundo o Censo 2010, são exatas 5.924.871 de mulheres, ante 5.328.632 de homens - ou dez mulheres para cada grupo de nove homens. A diferença parece pequena, mas isso significa que há quase uma Ribeirão Preto a mais só de mulheres na capital.

A liderança é tamanha que os homens só são maioria em dois dos 96 distritos de São Paulo - Marsilac, no extremo sul, onde 51% da população é masculina, e República, no centro, com 50,5% de homens. Na outra ponta está o Jardim Paulista - 55,7% dos moradores são mulheres.

De maneira geral, a maioria feminina se repete em todo o País - elas vivem mais e são menos sujeitas a mortes por acidentes de trânsito e criminalidade. Mas também há explicação para as variações entre os distritos.

Para detalhar diferenças, o Estado descobriu qual bairro lidera o ranking de mulheres e o de homens em quatro faixas etárias a partir de 18 anos.

Além de revelar uma radiografia única da cidade, os dados podem ganhar amanhã - Dia dos Namorados - uma relevância ainda maior para quem está sozinho e procura alguém da sua idade. Confira abaixo a experiência de quem procurou e encontrou - além de histórias de quem está buscando seu par ideal nos bairros da cidade.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.