SP também celebra cultura nordestina

Também é o simbólico chapéu de cangaceiro que marca a entrada do Centro de Tradições Nordestinas (CTN), o ponto de encontro dos migrantes e dos interessados na cultura do Nordeste em São Paulo. O centro fica num terreno de 27 mil metros quadrados no bairro do Limão, na zona norte, e recebe cerca de 100 mil visitantes por mês. A maioria vai para experimentar comidas típicas - o CTN abre todos os dias no horário de almoço - e assistir a shows e espetáculos culturais nos fins de semana. Mais informações: http://www.ctn.org.br.

, O Estado de S.Paulo

02 de novembro de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.