SP sai do estado de atenção, mas alagamentos permancem

Chuva forte aumenta o trânsito na capital no meio da tarde e Marginal do Tietê para por quase 7 km

Elvis Pereira, estadao.com.br

04 Fevereiro 2009 | 15h01

A chuva diminuiu e o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) retirou São Paulo do estado de atenção nesta quarta-feira, 4. O estado havia sido decreto entre 15h03 e 15h20, com exceção à zona sul. Segundo o CGE, a previsão para o resto do dia é apenas de pontos isolados de chuva leve. Em razão do mau tempo, o Aeroporto de Congonhas teve de operar com o auxílio de instrumentos das 14h37 às 16h41. Foram registrados seis pontos de alagamento nas vias da capital, todos em situação transitável. Destes, apenas três permaneciam ativos.    Veja também:  Telhado de loja cai e fere dois em Santo André    O temporal desta tarde foi provocado pela formação de áreas de instabilidade vindas do interior do Estado, e teve momentos de intensidade mais forte, acompanhada de rajadas de ventos. Embora forte, a área de chuva se deslocou rapidamente e perdeu intensidade na capital, restando apenas céu nublado e com pontos de chuva leve, principalmente na zona sul.   Às 18 horas, o congestionamento na capital era de 67 km, abaixo da média para o horário. Porém, a Marginal do Tietê tinha o trânsito bem complicado e apresentava o pior ponto de lentidão, com 6,5 km na pista expressa, no sentido da Rodovia Ayrton Senna. Na pista local, a fila estendia-se por 3,9 km. No Corredor Norte-Sul havia morosidade por 5,3 km no sentido Santana, entre o Viaduto Pedro de Toledo e a Rua Jaceguai. Confira os pontos de alagamento:   - Marginal do Pinheiros: sentido Interlagos, na altura da Rua Bento Frias (ativo); - Av. Afrânio Peixoto: em ambos os sentidos, na altura da Rua Alvarenga (ativo); - Av. Prof. Francisco Morato: sentido centro, na altura da Rua Francisco Marson; - Radial Leste: em ambos os sentidos, na altura do Viaduto Dona Matilde (ativo); - Viaduto República da Armênia: próximo à Rua Funchal; - Túnel Anhangabaú: sentido aeroporto, perto do Viaduto Eusébio Stevaux.    De acordo com o CGE, às 15 horas, as rajadas de vento no Aeroporto do Campo de Marte, na zona norte, chegaram a 45 quilômetros por hora. O Aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo, operava sem restrições. Os trens do Metrô circulam com velocidade restrita e os da CPTM, normalmente.   Avenida Olavo Fontoura, na região do Anhembi, zona norte da capital   Interior   Uma forte chuva, que durou cerca de 50 minutos no início desta tarde, causou inundações em dois pontos em Barretos, a cerca de 400 km da capital paulista. Não houve vítimas. O pluviômetro do Corpo de Bombeiros marcou 60 milímetros até cerca de 15 horas, mas o ponto forte ocorreu entre 13 e 13h50.   Um dos pontos de alagamento ocorreu na parte baixa da cidade, no cruzamento da Rua 26 com a Avenida 45, no bairro Mello. A alça de acesso à Rodovia Brigadeiro Faria Lima, na altura do Km 424, também ficou alagada. Nesse ponto, a concessionária Tebe, segundo os bombeiros, interditou a área até que a água baixasse.   (Com Brás Henrique, de O Estado de S.Paulo)   Atualizado às 17h45 para acréscimo de informações. 

Mais conteúdo sobre:
chuvas em SPCGESão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.