Estadão
Estadão

SP registra queda de árvores e alagamentos em madrugada chuvosa

Regiões oeste e sul foram as mais afetadas; tempo melhora durante o domingo e temperatura chega aos 26ºC

O Estado de S.Paulo

22 Janeiro 2017 | 09h29

SÃO PAULO - Após intensas chuvas, os moradores de São Paulo seguem na contabilidade dos prejuízos. Mais de dez árvores caíram nas ruas da cidade entre a noite de sábado, 21, e a madrugada de domingo, 22. Algumas ruas ficaram alagadas, ainda que o estado de atenção não tenha sido acionado. O tempo, porém, melhora no decorrer do dia e a temperatura máxima pode chegar aos 26°C.

De acordo com a defesa civil municipal, árvores caíram em praticamente todas as regiões da cidade. O bairro mais afetado foi o de Pinheiros, onde houve quatro ocorrências desse tipo. Em uma delas, na altura do número 44 da Rua Edward Weston, o passeio e uma parte da faixa está ocupada.

Em Santo Amaro, segundo bairro mais afetado, há relatos de queda de árvores nas ruas Maestro Jordão Bernardino de Sene, no número 388, e na Pires de Oliveira, no número 356. Em ambas houve ocupação total das vias. No mesmo bairro, um alagamento deixa intransitável a Rua Brasílio Luz, na altura do número 305.

O excesso de chuva também deixou intransitáveis os cruzamentos da avenidas das Nações Unidas e da Engenheiro Roberto Zuccolo, na zona oeste, e das avenidas Santo Amaro e Professor Vicente Rao, na zona sul.

Trégua. A chuva, porém, abrandou no início da manhã deste domingo. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências da Capital, imagens de radar indicam apenas ocorrência de chuviscos isolados e temperatura média em 17ºC.

No decorrer do dia haverá pequenas aberturas de sol, com a previsão de a temperatura máxima chegar a 26ºC. Mas, durante a tarde, áreas de instabilidade se formam e provocam pancadas de chuva acompanhadas de trovoadas e rajadas de vento, com ocorrências de pequenas pancadas no período da noite.

Já para a segunda-feira, 23, muitas nuvens e chuvas que se concentram entre a tarde e a noite. O CGE alerta que há potencial para alagamentos e deslizamentos. Os termômetros oscilam entre 19°C e 26°C.

Mais conteúdo sobre:
SÃO PAULO Santo Amaro Pires Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.