SP obtém R$ 1,9 bi do BNDES para ampliar Linha 5 do Metrô

Alckmin ressaltou importância da obra e presidente do banco disse que o Estado terá mais R$ 1,8 bi em 2013

MÔNICA CIARELLI / RIO, O Estado de S.Paulo

28 de dezembro de 2012 | 02h01

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o governo de São Paulo assinaram ontem no Rio um contrato de financiamento de R$ 1,9 bilhão. A maior parte dos recursos será destinada à ampliação da Linha 5-Lilás do Metrô de São Paulo.

"Este financiamento é importante porque São Paulo é a terceira metrópole do mundo, com 21 milhões de habitantes", afirmou o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). A Linha 5 terá 11,5 quilômetros de extensão e 11 estações. Segundo Alckmin, o governo quer ampliar o transporte metroviário no Estado para absorver o grande fluxo de usuários. O metrô transporta quase 8 milhões de passageiros por dia. "Ampliar a Linha 5-Lilás é importante porque se trata de uma linha integrada com outras", ressaltou Alckmin.

O contrato assinado ontem faz parte do Programa de Apoio ao Investimento dos Estados e Distrito Federal do BNDES (Proinveste), criado este ano, com R$ 20 bilhões para os Estados e o Distrito Federal.

O Estado de São Paulo já tem aprovado R$ 4,4 bilhões em financiamento pelo BNDES. Outros R$ 5,7 bilhões em empréstimos estão em fase de análise pela instituição e 70% serão destinados a projetos de mobilidade urbana e saneamento.

Segundo o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, o banco reservou em seu orçamento para 2013 R$ 1,8 bilhão em financiamentos para São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.