SP: manutenção em estação de tratamento deixam 3 milhões sem água

Nesta terça-feira, moradores da zona leste da capital e de 8 cidades da região metropolitana serão afetados

estadão.com.br

09 de novembro de 2010 | 05h06

SÃO PAULO - Cerca de três milhões de moradores da zona leste da capital e das cidades de Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Poá e Suzano, Guarulhos, Mauá e Mogi das Cruzes serão afetados nesta terça-feira, 9, com o corte ou intermitência no abastecimento de água para que a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) realize diversos serviços na Estação de Tratamento de Água (ETA) Taiaçupeba, pertencente ao sistema produtor Alto Tietê, responsável por cerca de 15% da produção de água tratada da Região Metropolitana de São Paulo.

A intervenção exigirá 12 horas de restrições no abastecimento. A normalização no fornecimento deve ocorrer por completo somente na madrugada de quarta-feira, 10. Os trabalhos, que serão realizados por cerca de 500 técnicos, foram divididos em cinco frentes, incluindo serviços civis e elétricos de interligação entre o atual e o novo sistema de tratamento.

Os serviços fazem parte das obras de ampliação do sistema, que aumentará a oferta de água tratada para a Grande São Paulo, e permitirão acréscimo imediato de 2 mil litros de água por segundo na capacidade de tratamento da ETA Taiaçupeba (equivalente a encher quatro piscinas olímpicas de 50x22 a cada uma hora).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.