SP já tem o dobro da chuva para junho

Em apenas três dias, choveu 112 mm na capital - a média para o mês todo é de 52 mm; no Sul do Brasil, termômetros marcaram -5,5°C

ADRIANA FERRAZ, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2012 | 03h04

O volume de chuva registrado na capital paulista nos últimos três dias já representa mais do que o dobro da média esperada para junho inteiro. Segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu 112 milímetros até a manhã de ontem em São Paulo. A expectativa para todo o mês era de 52 mm.

Apenas da zero hora da segunda-feira, dia 4, até a zero hora da terça foram 48,4 mm, ou seja, 93% da média, no dia mais chuvoso do ano na cidade.

A explicação para tanta chuva está no acúmulo de frentes frias que, sem conseguirem avançar, estacionam sobre o Estado. "Hoje (ontem) chegou mais uma", disse o meteorologista Marcelo Pinheiro, da Climatempo.

Cinco pontos de alagamento foram registrados na cidade. Mas, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), não houve lentidão.

Com a chuva, a temperatura também caiu. O tempo encoberto, com formação de neblina, fez os termômetros oscilarem em torno dos 15°C na Grande São Paulo. Hoje os ventos úmidos que sopram do oceano ainda devem provocar muita nebulosidade e chuviscos, alternados com períodos de melhoria ao longo do dia, mas o frio continua o mesmo. A mínima na capital deve ser de 10ºC e a máxima, de 15ºC, de acordo com o Inmet.

A previsão é praticamente a mesma para amanhã. O sábado deve começar frio, com as temperaturas mínimas oscilando em torno dos 13ºC e condições para chuviscos isolados e formação de neblina na madrugada. O tempo deve melhorar e a máxima pode chegar aos 19ºC.

O sol deve reaparecer com mais intensidade somente no domingo, último dia do feriado prolongado de Corpus Christi, fazendo os termômetros subirem. A temperatura mínima deve ficar em torno dos 10ºC e a máxima, de 25ºC.

Região Sul. No Sul do Brasil, as temperaturas despencaram e a sensação de frio aumentou com a chuva. Ontem, algumas cidades do Rio Grande do Sul registraram temperatura abaixo de zero. Em São José dos Ausentes, termômetros marcaram -5,5°C. A sensação térmica foi de -15°C. Ao contrário do que se previa, não nevou na região. Segundo o Inmet, a previsão agora é de geada. Hoje a máxima não deve passar dos 10°C em Florianópolis (SC) e 12°C em Porto Alegre (RS). E até regiões mais quentes do País, como Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, sofrem com o frio. Ontem, os termômetros da cidade marcaram apenas 6°C. / COLABOROU SOLANGE SPIGLIATTI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.