'SP é sempre um feriado para mim'

Autor de Chá das Cinco com o Vampiro e Um Amor Anarquista, entre outros, o escritor paranaense Miguel Sanches Neto, de 46 anos, sempre passa por São Paulo. E escreveu algumas impressões: "Ser paranaense é ser um pouco paulista, não só por termos um passado em comum, mas principalmente porque acompanhamos com interesse o que acontece na capital e em todo o Estado. Para nós, escritores, há a prova de universalidade: ir além do Rio Atuba - que se cruza rumo a São Paulo."

O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2011 | 03h02

"Estou por isso sempre chegando, em busca daquilo que mais me agrada na cidade - essa sua multiplicidade de eventos nas mais diversas áreas. Basta sair sem rumo, percorrer alguns pontos e encontramos uma exposição, um lançamento, um show, uma estreia no cinema. E, andando por livrarias, cafés e bares, é difícil não topar com alguma pessoa conhecida, da cidade ou de outros lugares, muitas vezes de nossa própria cidade, pois é em São Paulo que as pessoas e os destinos se encontram", diz o escritor.

"Por conta de minhas atividades profissionais, e mesmo quando estou apenas passeando, a minha São Paulo é principalmente essa que acontece na Avenida Paulista e imediações. Depois de dois ou três dias nela, posso voltar revigorado para minha vidinha. São Paulo é sempre um feriado para mim."/ EDISON VEIGA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.