SP deixa o estado de atenção por conta da baixa umidade do ar

Capital ficou em alerta por mais de cinco horas, segundo a Defesa Civil, que orienta consumir bastante água

estadão.com.br, atualizado às 18h16

01 Março 2012 | 12h40

SÃO PAULO - Após mais de cinco horas, cidade de São Paulo voltou ao estado de observação por conta da baixa umidade relativa do ar. De acordo com a Defesa Civil, por volta das 17h30, o índice voltou a ultrapassar os 30%, mínimo recomendado pela Organização Mundial de Saúde.

O calor provocado por um bloqueio atmosférico deve perder força com a chegada de uma frente fria no litoral paulista, aumentando a umidade, a quantidade de nuvens e as chances de chuva.

A Defesa Civil destaca as seguintes recomendações quando a umidade do ar está abaixo de 30%: evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15 horas; umidificar o ambiente por meio de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, entre outros; sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol, em áreas arborizadas; e consumir bastante água.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.