SP cogita tirar cobrador dos ônibus da EMTU

O governo do Estado de São Paulo estuda retirar os cobradores dos ônibus que circulam nas regiões metropolitanas da capital, de Campinas e da Baixada Santista. Os veículos da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) teriam apenas o sistema de bilhetagem eletrônica para cobrança das passagens.

Renato Machado, O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2010 | 00h00

A Resolução 68 da Secretaria dos Transportes Metropolitanos determinou a criação de um grupo de trabalho para analisar e atualizar o sistema de bilhetagem eletrônica. Também será avaliada a "necessidade de cobrador". O grupo terá 90 dias para apresentar resultados.

"A planilha de custos engloba no valor da tarifa a remuneração dos motoristas e cobradores. Os empresários querem cortar os cobradores para aumentar os lucros", critica Ademir José da Silva, secretário-geral adjunto do Sindicato dos Rodoviários do Grande ABC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.