SP: apuração do carnaval 2013 será sem torcida

A partir do carnaval de 2013, as torcidas das escolas de samba paulistanas serão impedidas de acompanhar a apuração das notas dos desfiles, conforme informou ontem o diretor da São Paulo Turismo (SPTuris), Luiz Sales. De acordo com ele, só diretores das agremiações poderão ser credenciados. Ainda não se sabe, no entanto, se a abertura dos envelopes continuará sendo no sambódromo ou se passará a ser realizada em ambiente fechado, como o Auditório Elis Regina.

CAMILA BRUNELLI , O Estado de S.Paulo

13 Setembro 2012 | 03h04

A medida foi tomada depois do incidente durante a apuração das notas dos desfiles deste ano, quando integrantes de escolas invadiram a área reservada e destruíram cédulas com as notas, além de danificar carros alegóricos que ainda estavam no estacionamento do Anhembi.

Sobre a produção de cópias das notas, o presidente da Liga das Escolas de Samba, Sérgio Ferreira, informou que as cédulas passarão a ser carbonadas. No dia da apuração, uma das cópias seguirá para o sambódromo e a outra continuará no Batalhão Tobias Aguiar da Polícia Militar, na Luz. A Liga também estuda mudanças no regulamento, incluindo penalidade que pode variar de dois a três pontos no caso de incidentes no dia da apuração. "É praticamente mandar a escola para o Grupo de Acesso", ressalta Ferreira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.