SP abre mais 19 km de faixas de ônibus

Vias para coletivos serão criadas na segunda nas zonas leste, sul e oeste e no centro, onde será feito o primeiro km da Rótula Central

CAIO DO VALLE, O Estado de S.Paulo

14 de setembro de 2013 | 02h06

Começa a funcionar na segunda-feira o primeiro quilômetro das faixas exclusivas de ônibus que vão circundar o centro de São Paulo, o projeto conhecido como Rótula Central. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), essa primeira fase vai funcionar em um 1 km da Avenida Ipiranga. Também serão abertos outros 18,8 km de faixas na cidade.

Com todas essas vias exclusivas, a cidade passará a ter 169,8 km de faixas à direita destinadas aos ônibus. A promessa da gestão Fernando Haddad (PT) era chegar a 150 km até o fim de 2016. Para especialistas, as medidas para melhorar a circulação de ônibus não devem parar nas faixas exclusivas à direita, que estão sujeitas a interferências como ruas laterais e entradas de garagens. Eles sustentam que corredores à esquerda da pista, no canteiro central, são muito mais eficientes.

O Corredor Norte-Sul é um dos locais que vão ganhar mais um trecho de faixa exclusiva na segunda-feira. Com 300 metros, ficará na Avenida Professor Ascendino Reis.

Na zona leste, as Avenidas Regente Feijó, Eduardo Cotching e João XXIII também terão novas faixas, de 500 metros, 1,8 km e 2,7 km, respectivamente. Outra importante avenida da zona leste, a Jacu-Pêssego, receberá 6,2 km de faixa de ônibus à direita. Já a Avenida Sapopemba, uma das mais compridas da região, passará a ter 4,4 km de faixas.

A Vila Prudente também ganhará 1,3 km de faixa exclusiva, na Rua Capitão Pacheco e Chaves. Ali perto, mas já na zona sul, no Ipiranga, a CET vai ativar 1,3 km de faixa só para ônibus nas Ruas Tabor e do Manifesto, no sentido centro.

Por fim, a Rua Paes Leme, em Pinheiros, na zona oeste, receberá 300 metros de faixa exclusiva à direita para os ônibus. Enquanto a divisão estiver acionada, o sentido da rua entre a Marginal do Pinheiros e a Rua Eugênio de Medeiros será invertido.

Fiscalização. A CET não divulgou quando começa a aplicar multas para os motoristas que não respeitarem as faixas exclusivas dos ônibus nesses locais. No entanto, segundo a reportagem apurou, elas devem começar até o fim de setembro.

A infração, considerada leve pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), rende punição de R$ 53,20 e três pontos na carteira de habilitação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.