SP abre 2013 de ruas vazias e na 'praia'

Só Guarapiranga esteve cheia no 1.º dia do ano; lentidão foi de 1 quilômetro na capital e na Av. Paulista havia mais bicicletas que carros

THIAGO LASCO, O Estado de S.Paulo

02 Janeiro 2013 | 02h04

Quem ficou na capital encontrou ontem a cidade vazia, bem diferente da São Paulo frenética de sempre. As ruas tranquilas e o tempo firme foram um convite para a prática de esportes ao ar livre. Muitos aproveitaram para pedalar nas ciclovias - na Avenida Paulista, o número de bicicletas chegou a bater o de carros.

Outra opção de lazer bastante procurada foi a Represa do Guarapiranga, na zona sul. Um grande número de famílias foi ao local para se refrescar.

Com lojas e restaurantes fechados, os poucos estabelecimentos que abriram as portas comemoraram o bom movimento. Na cantina Lellis, nos Jardins, a espera para o almoço passava de uma hora. Na Galeria dos Pães, no mesmo bairro, as filas começaram no bufê de café da manhã e se estenderam ao longo do dia.

A CET registrou apenas 1 km de lentidão, por causa de um acidente com moto na Avenida Rubem Berta, zona sul, às 12h27. Em dias normais, a cidade enfrenta até 108 km de filas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.