Sorocaba estuda construção de anel ferroviário

Comissão de vereadores aprovou projeto que levaria ferrovia do centro para o distrito industrial da cidade

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

27 de maio de 2011 | 16h28

SOROCABA - A Câmara de Sorocaba, a 92 km de São Paulo, deu o primeiro passo para retirar a ferrovia da região central da cidade. Uma comissão de vereadores aprovou a contratação do projeto de um anel ferroviário que levaria os trilhos para o distrito industrial. A Câmara que aproveitar a instalação de uma fábrica da Toyota na cidade para "vender" o projeto do ferroanel ao governo federal. Apenas a montadora japonesa deve gerar um movimento de cargas diário estimado em 800 caminhões.

 

De acordo com a proposta, o anel ferroviário terá início no bairro Brigadeiro Tobias, passando pelo distrito industrial, e vai acompanhar o traçado da rodovia Castelo Branco até o Parque Tecnológico, voltando para o eixo atual da ferrovia no distrito de George Oeterer, em Iperó. Com a construção do ferroanel, o trecho da linha que corta a cidade será desativado.

 

A comissão decidiu consultar a América Latina Logística (ALL), operadora da ferrovia, sobre o movimento atual de trens. De acordo com o vereador Izídio de Brito (PT), o traçado da ferrovia na área urbana remonta à criação da Estrada de Ferro Sorocabana (EFS) no final do século 19 e ficou obsoleto. A linha corta áreas densamente povoadas, inclusive o centro da cidade, o que limita o uso do trem como meio de transporte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.