Soninha dá gafe e reclama de 'patrulha'

Enquanto a Linha 3-Vermelha era o retrato do caos e os usuários repercutiam o acidente no Twitter, a pré-candidata a prefeito de São Paulo Soninha Francine (PPS) se mostrou alheia ao que acontecia. "Metro caótico, é? Nao fosse pela TV e Tuíter, nem saberia. Peguei Linha Verde e Amarela sussa. #muitolouco (sic)", escreveu. As expressões "sussa" e "muito louco" viraram a piada mais repetida no Twitter na manhã de ontem.

O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2012 | 07h45

Soninha já havia sido alvo de "bullying virtual" em 2010, quando trabalhava na campanha de José Serra (PSDB) à Presidência e sugeriu que uma pane na mesma Linha 3-Vermelha teria ocorrido por "sabotagem".

Ao Estado, Soninha reclamou de "patrulha" nas redes sociais. "Andei em duas linhas de metrô e falei: nossa, como está tranquilo aqui hoje. Olhei no Twitter e vi 'metrô, caos, não sei o quê'. Estranho não ter nenhum reflexo onde eu estava. Muito louco. Só fui saber de vítimas depois. Quando saí da reunião que estava, falei: 'C...! Vítimas!'"

A pré-candidata contou que, em uma pesquisa feita por uma empresa de monitoramento de redes sociais, a palavra "metrô" é a que mais aparece relacionada negativamente a seu nome. "Qualquer coisa que eu fale de metrô já gera essa onda negativa", diz. Soninha não sabe se o acidente desta vez também pode ter sido sabotagem.

"Não faço ideia. Mas é de se cogitar, entendeu? Sabotagem, erro humano, falha técnica, falta de investimento, existem mil possibilidades." / NATALY COSTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.