Solto coronel acusado de receber propinas

Ex-comandante do 7.º Batalhão da Polícia Militar do Rio, em São Gonçalo, o coronel Djalma Beltrami foi solto novamente ontem, após ter sido preso pela segunda vez em menos de um mês. O desembargador Antonio Carlos Bitencourt concedeu habeas corpus ao oficial na noite de sexta. Juiz de futebol aposentado, Beltrami é acusado de ter recebido propinas de traficantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.