Soldado da PM mata esposa durante discussão e se entrega em Guarulhos

Policial atirou três vezes contra a mulher e ligou para o 190; o casal tem dois filhos pequenos

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

01 Março 2012 | 00h45

SÃO PAULO - O soldado José Anílton Carneiro dos Santos, de 29 anos, lotado no 5º Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv), de Sorocaba, interior paulista, foi preso, no início da noite de quarta-feira, 29, após matar, com três tiros, a esposa dele, Fabiana Rufina Silva, 29, na residência do casal, localizada na Rua Benito Mocerino, no Jardim Presidente Dutra, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

 

Segundo a Polícia Civil, o casal passava por uma crise e tinha discussões recorrentes. Durante mais uma briga, Santos disparou contra Fabiana e ligou para 190, relatando o que havia ocorrido. Quando PMs do 31º Batalhão chegaram na casa, a mulher já estava morta. Ainda não se sabe com quem vão ficar os dois filhos pequenos do casal. Anílton e Fabiana eram casados havia cinco anos.

 

O policial militar foi encaminhado ao 7º Distrito Policial de Guarulhos, no bairro Bonsucesso, onde iria prestar depoimento. O destino do soldado será o presídio Romão Gomes, da Polícia Militar, na zona norte da capital. O delegado Danilo Amâncio Leme acompanha o caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.