Soldado da PM é detido por colegas após tentar matar a esposa em Suzano

Em depoimento na delegacia, o policial danificou uma porta e deu um tapa no computador

Ricardo Valota e Pedro da Rocha, do estadão.com.br,

23 de agosto de 2011 | 04h40

SÃO PAULO - O soldado José Renato Zarbietti Nori, de 28 anos, foi preso, na noite desta segunda-feira na sede da 3ª Companhia do 7º Batalhão, em São Paulo, após agredir a esposa e tentar matá-la durante uma discussão.

 

A briga ocorreu por volta das 18h na residência do casal, na Rua Ana Vargas Pereira, no bairro Casa Branca, em Suzano, na Grande São Paulo. Após dar chutes, tapas e coronhadas na esposa, a professora Daniela Regina da Soledade Brito - com quem tem dois filhos - o soldado atirou em direção ao veículo em que a vítima tentava deixar fugir do local.

 

O disparo não atingiu a mulher, que foi medicada na Santa Casa da cidade e passa bem. Policiais militares do 32º Batalhão apuraram os dados do soldado e informaram os PMs que trabalham na capital. Detido pelos colegas da companhia, Zarbietti foi encaminhado ao 78º Distrito Policial, dos Jardins.

 

Após perder novamente o controle, Zarbietti, já dentro da delegacia, danificou uma porta e deu um tapa num dos computadores. O soldado, que está há 9 anos na corporação, foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio, lesão corporal dolosa e desacato. Ele será levado para o Presídio Militar Romão Gomes.

 

Atualizada às 8h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.