Sobem as mortes por atropelamento em SP no 1º semestre

Em 2009, 15 pedestres morreram a mais que em 2008; no balanço geral, número de mortes no trânsito caiu

Maíra Teixeira, Central de Notícias

24 de setembro de 2009 | 17h02

O número de pedestres mortos no trânsito de São Paulo subiu no primeiro semestre deste ano. Segundo levantamento feito pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), subiu de 329 para 344 (4,5%) as pessoas mortas atropeladas na capital paulista, em comparação entre 2008 e 2009. O número geral de mortos no trânsito, no entanto, caiu em 7%.

 

Veja também:

especialAs 25 vias mais perigosas de São Paulo

especialViolência no trânsito de São Paulo

 

O número de mortes decorrentes de acidentes de trânsito diminuiu de 741 vítimas fatais, de janeiro a junho de 2008, para 690 neste ano. A CET informou que está trabalhando para reduzir a ocorrência de atropelamentos, instalando iluminação em 500 faixas de pedestre e aumentando a fiscalização das infrações em relação à faixa de travessia.

 

A análise dos índices dos últimos 12 meses (julho de 2008 a junho de 2009) indica tendência de queda. De acordo balanço da CET, o número de vítimas fatais entre junho de 2007 e junho de 2008 foi de 1.560, enquanto no mesmo período entre 2008 e 2009 foi de 1.412 - uma diferença de 148 óbitos, ou queda de 9,5%.

 

No primeiro semestre de 2008, 236 motociclistas morreram, enquanto em 2009, essa quantidade caiu para 214 - redução de 9,3%. Entre os motoristas e passageiros, a redução foi mais acentuada: ficou em 25,8%, caindo de 139 para 103, no mesmo. Já a queda entre os ciclistas também foi significativa, chegou a 21,6%, caindo de 37 para 29.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.