Sobe para 64 o número de vítimas das chuvas no Estado de SP

Bombeiros prosseguem buscas a 2 desaparecidos no interior; chuvas já atingiram 132 municípios

Ricardo Valota e Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

27 Janeiro 2010 | 07h00

  Itapevi alagada pela chuva desta terça-feira, 26; trecho da pista que liga a cidade à rodovia desabou

 

Um balanço da Defesa Civil do Estado de São Paulo desta quarta-feira, 27, mostra que subiu para 64 o número de mortes causadas pelas chuvas desde dezembro do ano passado.

 

Em todo o Estado, 134 municípios foram atingidos pelos alagamentos, deixando 50 pessoas feridas, e afetando 18.678 moradores. Duas pessoas seguem desaparecidas no interior.

 

Do total de 64 mortes, oito foram causadas por raios, 41 por deslizamentos, uma por desabamento, 13 por enchentes e mais uma sem causa definida pela Defesa Civil estadual.

 

Veja também:

link Deslizamento atinge casas na região metropolitana de São Paulo

link Sobe para 27 as cidades em situação de emergência em SP

link Represas do Sistema Cantareira transbordam e ameaçam 12 cidades

 

Uma mulher identificada como Rosemary Romero, de 45 anos, morreu no bairro do Taquaral, em Campinas (SP), durante a chuva desta terça-feira, 26.

 

Segundo os bombeiros, que encaminharam a vítima para o Hospital da Unicamp, a mulher tentou atravessar a enxurrada na Rua Percílio Neto e foi arrastada para debaixo de um carro, onde ficou presa.

 

Interior

 

Na última segunda-feira, 25, um homem, de 33 anos, morreu após ser atingido por um raio, no município de Bofete, no interior de São Paulo.

 

Segundo a Prefeitura, Benedito Martins trabalhava em um porto de areia, por volta das 17 horas, quando foi atingindo pela descarga elétrica. Ele chegou a ser levado para o Centro de Saúde da cidade.

 

A prefeitura de Bofete decretou situação de emergência na semana passada devido aos temporais que atingem a região desde dezembro. Cerca de 600 pessoas foram atingidas, segundo dados da prefeitura.

 

Os temporais causaram rompimento da barragem de captação de água para abastecimento público (Represa Municipal), queda/ desestabilização de 18 de Pontes, dificuldades de trafegabilidade em 195 km de estradas rurais.

 

Além disso, cerca de 1.200 alunos ficaram sem aula e a população ficou sem coleta de lixo. Dos cerca de 600 moradores atingidos, 20 ficaram desalojados.

 

Onze residências foram danificadas. Houve também erosões de médio e grande portes, deslizamentos de encostas, inundações, alagamentos, perda de animais (grande e pequeno portes).

 

Segundo a prefeitura, não há mais desabrigados na cidade. Entre as obras emergenciais, foram construídas duas pontes, uma no bairro do Óleo, onde estão localizadas as granjas, e outra que liga a cidade a Botucatu.

 

Desaparecidos

 

As equipes de resgate do Corpo de Bombeiros prosseguem nesta quarta-feira, 27, as buscas a duas pessoas que desapareceram durante as enchentes da tarde de ontem nos municípios de Alumínio e São Roque, no interior de São Paulo.

 

Em Alumínio, um homem foi arrastado pelas águas no fim da tarde, quando passava próximo à tubulação de saída de água no bairro Vila Paraíso, região mais atingida pelos temporais. Segundo a Defesa Civil da cidade, cerca de 40 casas foram atingidas. Ainda não há informações sobre número de moradores atingidos.

 

Um homem também está sendo procurado pelos bombeiros em São Roque. Ele foi levado por volta das 20 horas de ontem pelas águas do Rio Aracaí, no bairro Jardim Renê. Ele andava de bicicleta na via quando perdeu o equilibro e bateu na guia, caindo no rio.

 

Emergência

 

As 27 cidades em situação de emergência são Atibaia, Bofete, Bom Jesus dos Perdões, Caieiras, Caiuá, Capivari, Chavantes, Franco da Rocha, Getulina, Guararema, Inúbia Paulista, Lucélia, Lourdes, Manduri, Mineiros do Tietê, Mirassol, Osasco, Oscar Bressane, Pardinho, Pracinha, Presidente Venceslau, São José do Rio Preto, São Lourenço da Serra, Santo André, Santo Antônio do Pinhal, Sumaré e Itapevi. Cunha e São Luis do Paraitinga estão em estado de calamidade pública.

 

Texto atualizado às 10:36.

 

 

 

 

Mais conteúdo sobre:
Chuvas SP alagamentos emergência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.