Sobe para 14 número de mortes após chuvas em São Paulo

Há 6 vítimas no interior, 4 na capital e outras 4 na região metropolitana; seguem buscas por desaparecidos

Solange Spigliatti, Central de Notícias

11 Janeiro 2011 | 11h28

SÃO PAULO - Subiu para 14 o número de mortes ocorridas em todo o Estado de São Paulo por conta das chuvas que atingem a região desde a noite de ontem, segundo informações do Centro de Operações do Corpo de Bombeiros (Cobom).

Na capital paulista, o aposentado Amaro Gabriel do Nascimento, de 76 anos, foi vítima de um soterramento na Rua Nilton Machado de Barros, no Capão Redondo, na zona sul. Um morador de rua morreu na Rua Major Quedinho, na região central. Segundo testemunhas, ele foi arrastado pela enxurrada até bater em um carro. O homem foi socorrido à Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos. Na Rua Virgínia de Araújo, no Tremembé, na zona norte, outro deslizamento deixou duas pessoas mortas.

Na cidade de Tatuí, um motociclista de 21 anos foi arrastado pela enxurrada e foi parar embaixo de um veículo. Cinco mulheres morreram em um soterramento em São José dos Campos, no Vale do Paraíba. Outras duas pessoas foram resgatadas com vida.

 

Em Embu, uma pessoa morreu e outra foi socorrida. Também na Região Metropolitana de São Paulo, seis pessoas foram atingidas por deslizamentos de terra nos Jardins Rosina, Oratório e Zaira, em Mauá. Três faleceram e duas tiveram ferimentos leves. Os bombeiros continuam as buscas a um desaparecido no Jardim Zaira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.