EFE/Sebastião Moreira
EFE/Sebastião Moreira

'Só saiam na chuva em caso de extrema necessidade', diz secretário

Previsão é de que temporal chegue ao litoral norte do Estado

Isabela Palhares, O Estado de S. Paulo

11 de março de 2019 | 20h36

SÃO PAULO - O secretário do Meio Ambiente, Saneamento e Energia, Marcos Penido, fez um alerta na tarde desta segunda-feira, 11, para que as pessoas evitem sair de casa nos horários de chuva. O temporal que atingiu a capital paulista e cidades da Grande São Paulo deixou 12 mortos e seis feridos

"Está sendo fortemente noticiado sobre a intensidade das chuvas e as pessoas estão vendo. Peço para que adiem a saída de casa ou do trabalho nesses horários e para que não se subestime o poder da natureza. Só saiam na chuva em caso de extrema necessidade", alertou.

A chuva da madrugada desta segunda foi a mais intensa a atingir a Grande São Paulo desde 14 de março de 2016, quando um forte temporal resultou na morte de 14 pessoas, deixou 19 feridos e 6 desaparecidos.

Walter Nyakas, secretário-chefe da Casa Militar e Coordenador da Casa Civil, alertou as cidades do litoral norte para chuvas tão intensas quanto a que atingiu São Paulo. "A chuva intensa persiste e segue em direção ao litoral norte, que ontem já teve forte tempestades, com chuvas que atingiram 200mm em alguns municípios", disse.

Segundo Nyakas, a Defesa Civil da região vistoriou áreas de risco e algumas famílias já foram deslocadas de suas casas. Ele não soube informar o número de removidos. Disse ainda que equipes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros foram reforçadas no litoral norte para atender possíveis ocorrências. 

A Polícia Militar informou que, na Grande São Paulo, entre a noite de domingo e a tarde desta segunda recebeu mais de 3,4 mil relatos de ocorrências ligadas ao temporal, sendo 1.261 relacionados a alagamentos.

Tudo o que sabemos sobre:
Marcos PenidoenergiaDefesa Civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.