Só M'Boi Mirim não tem coronel na chefia

Kassab muda 3 subprefeitos, incluindo o da Lapa; PMs estão em 30 das 31 subprefeituras

BRUNO LUPION , ESTADÃO.COM.BR, O Estado de S.Paulo

30 Dezembro 2011 | 03h03

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), trocou ontem o comando de três das 31 subprefeituras da cidade e aumentou a presença de coronéis da Polícia Militar em postos chaves da administração municipal.

A Subprefeitura da Lapa, na zona oeste, uma das últimas da cidade que ainda eram comandadas por um civil - o economista Carlos Fernandes (PPS) -, agora será chefiada pelo coronel da PM Ademir Aparecido Ramos.

Com a mudança, apenas a Subprefeitura do M'Boi Mirim, na zona sul, continua liderada por um subprefeito civil. Todas as outras 30 subprefeituras paulistanas estão sob comando de oficiais da reserva da PM.

Há expectativa de que Carlos Fernandes se candidate a vereador nas eleições de 2012, mas a exoneração ontem pegou de surpresa até funcionários de seu gabinete, que esperavam mudanças apenas no ano que vem.

"Até hoje (ontem), meu projeto era ser subprefeito da Lapa. A partir de janeiro, vou avaliar novas possibilidades. É outra etapa da vida", afirmou Fernandes.

Maria Antonieta Lima e Silva, presidente da Associação de Moradores da Pompeia, ironizou a nomeação de mais um militar por Kassab: "Agora vamos ter de bater continência". Ela espera que o novo subprefeito da Lapa "dê continuidade às promessas para a região", para que os planos não fiquem pela metade.

Para assumir a Subprefeitura da Lapa, o coronel Ramos deixou o comando da Subprefeitura de Ermelino Matarazzo, na zona leste, que chefiava havia cinco meses e onde será substituído pelo também coronel Antonio Sergio Palazzi, ex-assessor do Serviço Funerário Municipal.

Mudança. Kassab também promoveu mudanças na Subprefeitura de Perus, na zona norte da cidade. Lá, saiu o coronel Almir Gonçalves Albuquerque, que ficou cinco meses no cargo de subprefeito, e entrou o coronel Eliseu Leite Moraes, ex-chefe do setor de Comunicações da Polícia Militar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.