Só 4% são antiapagão

Em São Paulo, 96% dos semáforos estão vulneráveis a apagões. Apenas 200 dos 4.815 controladores semafóricos têm baterias que impedem que os aparelhos fiquem desligados ou em amarelo piscante durante quedas de energias causadas por temporais. A Prefeitura instalou as 200 baterias neste ano.

O Estado de S.Paulo

28 de dezembro de 2012 | 02h03

Os aparelhos garantem quatro horas de energia, o que permite que a sinalização funcione mesmo durante um apagão e, principalmente, após as tempestades. A administração municipal afirma que serão instalados "em breve" mais 174 aparelhos no-breaks.

Além da fragilidade, falta inteligência ao sistema. Atualmente, 1.633 dos 6.156 cruzamentos com faróis contam com o sistema inteligente. Mas, por falta de manutenção, apenas uma parcela funciona efetivamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.