Paulo Liebert/AE
Paulo Liebert/AE

Skate, tirolesa e esportes para todos os gostos

A Virada Esportiva teve início ontem com 2,5 mil atividades gratuitas pela capital; evento segue até o fim da tarde de hoje

Felipe Frazão, O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2011 | 00h00

Atividades esportivas estranhas ao cotidiano paulistano, como aulas de surfe e mergulho e patinação no gelo, tornaram-se eventos muito concorridos no primeiro dia da Virada Esportiva de São Paulo, que termina hoje às 19h.

Mesmo longe do mar, crianças e atletas amadores de esportes aquáticos puderam experimentar surfe em pranchões e mergulho (até com balão de oxigênio) na piscina do Pacaembu, parte do complexo esportivo da região central da capital. Instrutores deram dicas sobre os fundamentos dos dois esportes.

No Memorial da América Latina, na zona oeste, a espera chegou a quase uma hora para patinar no gelo. Mas no mesmo local havia opções, como a quadra de squash e a disputa de esgrima que atraiu o casal Carmen Moreno, de 41 anos, e Aurélio Silva, de 37. "Não parece, mas 5 minutos ali já cansa bastante", disse Carmen, depois de vencer o marido.

O campeonato boulder (escalada em rocha) lotou as oito paredes com 120 competidores, alguns de fora do Estado. Todos de sapatilhas nos pés e mãos esbranquiçadas de pó de magnésio (usado para não escorregar). As atividades continuam hoje. "Aqui o que mais conta é estratégia, técnica e força física e mental. Mas todo mundo se ajuda", diz o instrutor de montanhismo Jean Ouriques, de 25 anos, que viajou de Belo Horizonte para participar da Virada.

No centro. O dia começou cedo para dezenas de skatistas que tomaram a Arena Radical do Vale do Anhangabaú, no centro. Às 8h, chegaram em grupos para inaugurar o polo de esportes de ação, que reuniu 18 atrações ao longo do dia. Enquanto exibiam as manobras nas rampas e deslizavam sobre as bordas, trilhos e uma mesa de piquenique, artistas plásticos grafitavam obstáculos de madeira da Virada.

Os adeptos acrobáticos do parkour, atividade cujo objetivo é contornar ou saltar sobre obstáculos da paisagem urbana, também ganharam uma arena improvisada para pular, rolar e rodar ao som de rap e soul.

No Viaduto do Chá, uma fila com 20 pessoas se formou para a primeira descida suspensa por tirolesa. São 12 segundos para percorrer os 95 metros de corda e descer o gabarito de 18 metros.

A primeira a sair da plataforma foi Josefa Sousa, de 51 anos, de bolsa pendurada no ombro e bengala na mão. "Quero ir de novo", disse. "É muito gostoso. A sensação é de liberdade, dá vontade de voar, rodar... Não deu medo nenhum."

A Virada Esportiva oferece 2,5 mil atividades distribuídas por todas as regiões da capital.

DESTAQUES DE HOJE

Motocross

Pilotos participam de corrida de motocross na pista do MX Park, em Itaquera, das 9h às 18h.

Barco a vela

Um veleiro sairá da Marina Silvestre e fará passeios pela Represa de Guarapiranga, em dois turnos ao dia: das 9h às 12h e das 14h às 17h.

Pole Dance

Dançarinas fazem performance de pole dance no Memorial da América Latina, das 13h às 16h.

Bungee Jump

A Praia do Sol, na Guarapiranga, terá uma corda elástica de bungee jumping em funcionamento das 9h às 18h.

Rapel e Tirolesa

Cordas penduradas na Estação Sumaré do metrô até a Avenida, a partir das 10h.

Escalada Bolder

Torneio Open de Bolder (escalada) com inscrições na hora no Memorial da América Latina, das 9h às 17h.

Skate e Snowboard

Uma "jump ramp" e uma pista de snowboard estarão montadas no Parque da Independência (Museu do Ipiranga) entre 9h e 18h.

Esportes Olímpicos

O Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, na zonal sul, tem competições de boxe, ginástica artística, atletismo, basquete, vôlei, natação, handebol, futebol feminino e luta olímpica, a partir das 9h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.