Situação começa a se normalizar no Expresso Leste, diz CPTM

Outros trens também foram alvo do vandalismo praticado por usuários inconformados com a pane

Paulo R. Zulino, estadao.com.br

21 de maio de 2008 | 11h27

A assessoria de imprensa da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) informa que a situação no Expresso Leste, linha 11/Coral (antiga linha E - Luz/Estudantes) começou a se normalizar às 10h35 desta quarta-feira, 21, quando as composições passaram a circular nos dois sentidos. Ao contrário do que fora divulgado anteriormente, por conta da avaria com o trem e com passageiros que acionaram as portas de emergência, desceram dos vagões e passaram a andar pelos trilhos, o tráfego ferroviário, na verdade, ficou interditado em ambas as vias e não só no sentido Brás.   Veja também: Fotos do sofrimento dos passageiros Passageiros abandonam trem da CPTM após falha Com trem da CPTM parado, Metrô faz esquema de emergência   A assessoria confirma ainda que, além da composição que enguiçou, outros trens também foram alvo do vandalismo praticado por usuários inconformados com a pane. No entanto, ainda não se sabe quantas composições foram danificadas pelas pessoas. Também não foi oficialmente confirmado qual defeito que parou o trem, entre as estações Tatuapé e Brás, e que originou toda a confusão que tomou conta do sistema, na zona leste de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
Expresso TiradentesCPTM

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.