Site tem 4,6 gigabytes de informação sobre SP

A página Dados Abertos, da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, entra no ar hoje com 4,6 gigabytes de informações sobre a cidade. No acervo, estão mapas e estatísticas. A ideia é que estudantes, pesquisadores, empresas, entre outros, possam consultar os dados. Entre os destaques da página está o mapa digital da cidade, composto por bases cartográficas altimétricas (como curvas de nível) e planimétricas (hidrografia, edificações, quadras, lotes e sistema viário). Ainda na área de mapas é possível ver onde estão todas as favelas, cortiços, cemitérios, shoppings e bacias hidrográficas.

Artur Rodrigues, O Estado de S.Paulo

29 de janeiro de 2014 | 02h05

Um dos mapas também tem os perímetros de referências urbanas, como aeroportos, museus, universidades, hospitais, mercados, estádios e clubes. De acordo com o diretor do Departamento de Produção e Análise de Informação (Deinfo), Tomás Cortez Wissenbach, os dados vêm sendo sistematizados desde março. Trata-se de um processo complexo, já que na administração municipal operam vários sistemas diferentes - alguns deles desde a década de 70. "Divulgar os dados é uma forma que a Prefeitura tem de chamar a sociedade para pensar junto a cidade", afirma. "Não é possível fazer isso sem fornecer as bases para a população."

Também estão no ar dados sobre equipamentos de assistência social e de cultura e feiras livres.

O site é uma parceria com a Controladoria-Geral do Município, responsável pela Lei de Acesso a Informação. "O acesso a informação dá muitas oportunidades para que toda e qualquer ação na cidade, do poder público ou privado, tenha uma maior capacidade de estruturação, a partir do fato de que os dados são efetivamente divulgados de forma aberta", afirma o secretário Fernando de Mello Franco.

Contratações. Após a contratação de mais cem servidores, a Controladoria pretende estruturar um núcleo apenas para implementar ações de transparência na cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.