Reprodução
Reprodução

Site oficial da Parada Gay de São Paulo é alvo de hackers

'Deus criou o homem e a mulher, não existe a 3ª opção! (site hackeado!)', diz mensagem na página

Marcela Gonsalves, Estadão.com.br

06 de junho de 2011 | 18h55

SÃO PAULO - O site oficial da Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (APOGLBT) sofreu ataque de hackers no final da tarde desta segunda-feira, 6. Em destaque na página inicial do site consta a frase: "Deus criou o homem e a mulher, não existe a terceira opção! (site hackeado!)". Logo abaixo, há outra mensagem: 'Command tribulation! site hackeado, apaixo PL122!' (sic).

 

Veja também:

linkParada Gay terá policiamento quase dobrado neste ano

 

O PL122, ao qual o texto se refere, é o projeto de lei que visa tornar crime a homofobia. Quem acessa o link encontra uma citação bíblica creditada ao Romanos I e a frase "O salário do pecado é a morte, arrependam-se!".

 

Mais abaixo, na página inicial, há uma referência ao deputado federal Jair Bolsonaro. "Bolsonaro, mais um defensor da familia Brasilia, instituição criada por Deus, e promulgada pelos homens, de acordo com a constituição" (sic), diz o texto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.