Site da Interpol vai divulgar imagens de 46 objetos furtados de igrejas mineiras

Site da Interpol vai divulgar imagens de 46 objetos furtados de igrejas mineiras

Um lote de 46 peças sacras subtraídas de igrejas históricas e museus de Minas Gerais será divulgado no banco de dados de bens culturais procurados da Interpol. A ação conjunta da Representação Regional da entidade no Estado e da Promotoria Estadual de Defesa do Patrimônio Cultural e Turístico vai disponibilizar, daqui a 30 dias, imagens dos objetos no site da polícia internacional. Entre as peças, estão esculturas de madeira policromada furtadas em 1992 do distrito de Milho Verde, em Serro, e esculturas do Museu Regional do Sul de Minas, em 1994. Ao todo, a Promotoria contabiliza oficialmente 689 peças mineiras desaparecidas, a maioria de 20 cidades - são 53 só de Ouro Preto e 44 de Mariana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.