Claudio Coradini/Estadão
Claudio Coradini/Estadão

Sistema Cantareira tem queda de volume armazenado

Segundo dados da Sabesp, reservatório opera com 7,1% de sua capacidade nesta sexta-feira, 0,1 ponto percentual menos que na quinta-feira

O Estado de S. Paulo

02 Janeiro 2015 | 09h29

SÃO PAULO - O nível do Sistema Cantareira, um dos principais reservatórios de água para o abastecimento da Grande São Paulo, registrou queda nesta sexta-feira, 2, na comparação com o dia anterior. Entre um dia e outro, o patamar baixou de 7,2% da capacidade total para 7,1%, de acordo com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

Isso, apesar de a Sabesp ter registrado chuva na região das represas que compõem o sistema.

Outros sistemas que fornecem água para a Grande São Paulo também tiveram baixas. No caso do Sistema Alto Tietê, a redução foi igualmente de 0,1 ponto percentual, caindo para 12% nesta sexta-feira. O Alto Cotia, por sua vez, caiu de 31,4% para 31%.

Já o Sistema Rio Claro caiu mais, passando de 32,5% para 31,9% no período. Não houve registro de chuva nas imediações desse reservatório, segundo a Sabesp.

Os demais sistemas de abastecimento hídrico tiveram estabilidade ou acréscimo de volume. Como o Guarapiranga, que manteve os mesmos 40,6% de reserva do dia anterior. 

O Sistema Rio Grande subiu de 71,9% na quinta-feira para 72,1% na sexta-feira, já que houve chuva de 10,8 milímetros acumulados no local, conforme a Sabesp. 

Mais conteúdo sobre:
Sabesp crise hídrica Sistema Cantareira

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.