Sindicato e auditor alertaram fiscais, afirmam acusados

Gravações da quadrilha do ISS reveladas nesse domingo, 10, pelo Fantástico mostram conversas em que os auditores fiscais afirmam que o Secovi (Sindicato da Habitação) e o ex-diretor de Arrecadação e Cobrança na gestão de Fernando Haddad (PT), Leonardo Leal Dias da Silva, teriam avisado-os sobre a investigação. No telefonema, Eduardo Horle Barcelos diz a Ronilson Bezerra Rodrigues que alguém do sindicato teria prometido não falar nada sobre o assunto se os fiscais também não falassem. A entidade disse ao programa que nenhum funcionário procurou os fiscais.

O Estado de S.Paulo

11 Novembro 2013 | 02h01

Nas gravações, Luís Alexandre Magalhães, o delator do esquema, também afirma que Silva os alertou sobre a investigação. "O Leo falou para mim: 'Ó, é melhor você coordenar o imposto de renda, que os caras vão para cima de vocês'", disse Magalhães ao telefone. Os integrantes da quadrilha também afirmam nas gravações que há fraude no IPTU desde 2002.

Mais conteúdo sobre:
fraude no iss são paulo sp prefeitura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.