Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Sindicato dos Metroviários de São Paulo adere à greve do dia 30

A categoria informou que a paralisação será durante todo o expediente

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2017 | 16h05

SÃO PAULO - O Sindicato dos Metroviários do Estado de São Paulo confirmou ao Estado a participação na greve marcada para a próxima sexta-feira, 30, contra as reformas Trabalhistas e da Previdência. A paralisação da categoria será durante todo o expediente, das 4h40 de sexta-feira à 0h de sábado.

Na tarde de sexta-feira, 23, as Centrais Sindicais se reuniram para preparar o dia de paralisações e mobilizações que irão acontecer no país. A pauta principal do dia 30 de junho é protestar contra a reforma trabalhista, que pode acabar com a obrigatoriedade da contribuição sindical, além de flexibilizar as regras de emprego.

Os motoristas de ônibus e os ferroviários, da CPTM, ainda não têm um posicionamento.

Procurada, a Companhia do Metropolitano de São Paulo espera a assembleia do dia 29 para se manifestar sobre a paralisação dos metroviários e um possível acionamento do Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese). 

Mais conteúdo sobre:
SÃO PAULOCPTM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.